quarta-feira, 14 de outubro de 2009

MEC abre 80 mil vagas em cursos de formação para professores

O Ministério da Educação (MEC) abriu mais 80 mil vagas em universidades públicas para professores da educação básica de escolas municipais e estaduais interessados em melhorar sua formação. Esses cursos são voltados especialmente para educadores em serviço que não têm licenciatura ou possuem formação em área diferente daquela em que atua. A novidade para o próximo semestre é que também serão oferecidos cursos de especialização para quem já tem ensino superior. As inscrições podem ser feitas até 30 de novembro pela Plataforma Freire, ambiente virtual criado pelo MEC.
Na primeira fase de oferta de cursos, 50 mil professores preencheram as 58 mil vagas oferecidas pelo Plano Nacional de Formação de Professores. De acordo com o ministro da Educação, Fernando Haddad, alguns desses cursos já começaram e o restante terá início até dezembro. Vinte estados participam da segunda etapa, cujas aulas estão previstas para começar no primeiro semestre de 2010. Os cursos serão oferecidos por 90 instituições públicas de ensino superior.
“Nós estamos em negociação para que os outros estados que não aderiram também possam participar. É possível que alguns sejam incluídos ainda para as vagas do primeiro semestre de 2010, especialmente, Rondônia, Rio Grande do Sul e Minas Gerais”, afirmou.
Nos cursos de especialização, destinados aos professores que já têm a formação mínima, serão ofertadas 428 mil vagas. O secretário de educação a distância do MEC, Carlos Eduardo Bielschowsky, explicou que esses cursos têm duração de três meses a até três anos. Todos os estados aderiram à oferta de cursos de formação continuada. Para essa modalidade, as inscrições começarão em 30 de novembro.
Segundo Haddad, até 2011, toda a demanda de formação de professores prevista no plano será atendida, com uma oferta total de 330 mil vagas. O ministro ressaltou que os educadores que pretendem participar dos cursos devem negociar com as secretarias de educação possíveis dispensas ou troca de horário.
“O MEC não tem governança sobre o regime de trabalho do professor. Se houver necessidade de dispensa ou troca de turno, isso tem que ser um acordo local”, afirmou.
Todas as informações sobre os cursos disponíveis e as instituições cadastradas estão disponíveis na Plataforma Freire.
Também hoje o ministério lançou o site Seja um Professor, que traz informações para jovens que queiram ingressar na carreira do magistério. A iniciativa é mais uma das ações do MEC para valorizar a profissão.
Da Agência Brasil

As inscrições para cursos de formação continuada (inclusive agora para o estado de São Paulo) começam em 03/11/2009. Para se inscrever, clique na imagem abaixo e se tiver dúvida siga o passo-a-passo que elaborei em vídeo.

"Brincar com crianças não é perder tempo, é ganhá-lo; se é triste ver meninos sem escola, mais triste ainda é vê-los sentados enfileirados em salas sem ar, com exercícios estéreis, sem valor para a formação do homem."
( Carlos Drummond de Andrade )

Postar um comentário

Gostou do blog? Alguma informação foi útil para você? Deixe seu comentário para que eu possa melhorá-lo ainda mais.