sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Especial – Dia da Consciência Negra

 

Os negros foram trazidos da África por volta de 1530. Durante mais de 350 anos, a maior parte do trabalho no Brasil foi realizada por essa mão-de-obra escrava. Além de sustentar a economia, eles ajudaram a enriquecer a nossa cultura. Hoje os afro-brasileiros representam quase metade da população e sua influência está presente na música, na dança, na língua, na culinária, no folclore...

Com tantas contribuições para a cultura do país, os negros passaram a valorizar mais a sua identidade. Para preservar essa história tão importante, há cerca de 30 anos se comemora no dia 20 de novembro, o Dia Nacional da Consciência Negra. Nessa data, em 1695, ocorreu a morte de Zumbi, o maior líder dos quilombos de Palmares, que representou a mais forte comunidade de escravos fugidos nas Américas, com uma população de mais 30 mil pessoas. Nessas povoações, eles resistiam ao escravismo e lutavam pela liberdade. Palmares durou cerca de 140 anos.

Fonte: Recreio online

"Ninguem nasce odiando outra pessoa pela sua cor, pele, origem ou religião. Para odiar é preciso aprender; e se podem aprender a odiar, pode ser ensinado a amar" Nelson Mandela

E é isso minha gente, somos todos pertencentes à mesma raça: a RAÇA HUMANA. A cor da pele não faz de ninguém superior ou inferior a ninguém. O que importa em cada um são os valores e os princípios que carregam em si. No final, não levaremos nada desse mundo, partiremos assim como viemos e o que ficará será somente a lembrança das boas ações que fizemos. Trate seu semelhante com respeito e dignidade. Cure-se do seu preconceito e pode ter certeza que seu mundo será bem melhor.

Abaixo alguns vídeos para que possamos sempre relembrar a nossa igualdade perante a todos. Abraços.

Postar um comentário

Gostou do blog? Alguma informação foi útil para você? Deixe seu comentário para que eu possa melhorá-lo ainda mais.